sábado, 6 de setembro de 2014

Recursos para Leitura e Escrita(Consciência Fonológica)

Das atividades sugeridas aqui no blog em Consciência Fonológica, destaco duas para trabalhar com os aprendizes que precisam de mais estimulação para reconhecer e desenvolver positivamente a habilidade alfabética (escrita/ortografia) e de leitura (interpretação/compreensão).

Qual é a frase?
Objetivo:
Saber ler reconhecendo globalmente as palavras.
_ Dividir a turma em grupo (alunos com níveis de aprendizagem diferenciados).
_ Em cada momento um aluno será o representante do grupo, até que todos tenham participado.
_ O grupo pode cochichar com seu representante, no sentido de ajudá-lo a elaborar a resposta
_ Colocar uma frase escrita em cartões (cada palavra num cartão) colados no quadro, virados.
A menina caiu da bicicleta e quebrou a perna.
_ Dar a vez ao representante de cada grupo falar uma possível palavra da frase,de acordo com as dicas do(a) professor(a).
_ Professora para o grupo 1:
_ A frase fala de uma pessoa que ainda não cresceu.
_ O grupo tem 2 chances para dizer menina se não disser outro grupo pode dizer, se acertar ganha o ponto
_ Professor para o grupo 2:
_ A frase fala de um acidente que a menina sofreu.
_ Professora para o grupo 3:
_ A frase fala de onde ela caiu.
_ Professora para o grupo 4:
_ A frase nos conta o que aconteceu quando a menina caiu da bicicleta..
_ O grupo deve ler a frase toda. Ganha um ponto se ler corretamente.
_ Saber decodificar palavras e textos escritos
_ Pedir ao representante de cada grupo para ler a frase.
_ Fazer a leitura coletiva (turma) da frase.
_ Formar frases menores e pedir aos representantes dos grupos que as leiam:
A menina caiu. - A menina caiu da bicicleta. - A menina quebrou a perna. - Amenina quebrou a bicicleta. - A bicicleta caiu. - etc


Monta\desmonta -Atividade lúdica:
Objetivo:
Construir a compreensão global do texto lido, unificando e inter-relacionando informações explícitas e implícitas, produzindo inferências.
_ Dividir a turma em 12 grupos (duplas de alunos com níveis de aprendizagemdiferenciados).
_ O(a) professor (a) deve dizer aos alunos que trouxe um texto (gênero híbrido:história em forma de poesia) todo cortado em fichas para que pudessem deixar exposto, enfeitando a sala, mas que quando chegava na escola aconteceu um acidente: o vento soprou tão forte que todas as fichas voaram.
Agora precisa da ajuda dos alunos para montá-lo novamente.
Distribuir o texto fotocopiado e ler, na ordem certa, pelo menos 3 vezes.
O(a) professor(a) deverá distribuir o texto fatiado, entre os grupos dos alunos. Pedir as partes do texto e o grupo que estiver com a ficha correspondente deve fixá-la no quadro, na ordem certa. Vale consultar o texto fotocopiado.
1) Tragam a ficha que apresenta o personagem principal,
2) a ficha que fala o que ela era antes de ser menina,
3) a ficha que fala de como ela vivia;
4) a ficha que fala onde ela vivia;
5) a ficha que fala do tipo do acidente ocorrido;
6) a ficha que fala de quem provocou o acidente;
7) a ficha que fala do lugar onde a fada Rebeca guardava a varinha mágica;
8) a ficha que fala sobre o que caiu de cima do armário;
9) a ficha que fala de como a varinha caiu de cima do armário;
10) a fichas que fala o que veio voando;
11) a ficha que fala em quem a varinha de condão bateu;
12) a ficha que conta que a varinha bateu muito de leve na boneca.
13) a ficha que conta o que aconteceu quando a varinha bateu na boneca;
14) Leitura coletiva do texto todo, utilizando as fichas e possíveis leituras individuais.
15) Valendo 3 pontos: por que na última estrofe da poesia o autor chama a boneca de pobre? “Bateu na pobre boneca...”
16) Valendo 3 pontos: Quem sabe dizer qual foi a transformação que aconteceu.
17) Valendo 5 pontos: Cada grupo cria um título para o texto. A turma convida a especialista da escola para escolher o melhor título. O grupo, criador do título escolhido ganha 5 pontos.
_ Quem fizer mais pontos ganha o jogo que poderá ter uma premiação simbólica ao vencedor e a todas as equipes pela participação. Pode ser adesivo, carimbo no caderno, guloseimas diversas, cartõezinhos personalizados. 
Importante: cada professor(a) tem o diferencial de criar e adaptar textos que considerar viáveis e significativos a sua classe,enfim usar e abusar da criatividade. (Bom proveito!)

Texto:
Era uma vez uma menina
que um dia foi boneca.
Vivia sozinha, esquecida
na casa da fada Rebeca.
Foi um acidente fatal.
A borboleta Formosa
derrubou de cima do armário
a varinha poderosa.
Veio voando no ar
a varinha de condão.
Bateu na pobre boneca
feito nuvem de algodão.
BUM!Que transformação!

Contribuição – Sala de Apoio Pedagógico 
Rosangela L. S. Vali

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Fique a vontade.Compartilhe sua opinião!
Gosto de trocar e somar ideias.
Obrigada pela visita!
Um abraço, Rosangela

RESULTADO EM AÇÂO!



csp6961069

Na aventura de aprender de nossas crianças e jovens,
pais e professores são a bússola para o caminho de
descobertas e aprendizagens significativas e felizes.
(Rosangela Vali - Pedagoga e Psicopedagoga)

"Somos diferentes, mas não queremos ser transformados em desiguais. As nossas vidas só precisam ser acrescidas de recursos especiais".

(Peça de teatro: Vozes da Consciência,BH)

MotivAÇÃO FAZ BEM!

Hoje Acordei Para Vencer! A automensagem positiva logo pela manhã é um estímulo que pode mudar o seu humor, fortalecer sua autoconfiança e, pensando positivo, você reunirá forças para vencer os obstáculos. Não deixe que nada afete seu estado de espírito. envolva-se pela música, cante ou ouça. Comece a sorrir mais cedo. ao invés de reclamar quando o relógio despertar, agradeça a Deus pela oportunidade de acordar mais um dia. O bom humor é contagiante: espalhe-o. Fale de coisas boas, de saúde, de sonhos, com quem você encontrar. Não se lamente, ajude as outras pessoas a perceber o que há de bom dentro de si. Não viva emoções mornas e vazias. Cultive seu interior, extraia o máximo das pequenas coisas. Seja transparente e deixe que as pessoas saibam que você as estima e precisa delas. Repense seus valores e dê a si mesmo a chance de crescer e ser mais feliz. Tudo que merece ser feito, merece ser bem feito. Torne suas obrigações atraentes, tenha garra e determinação. Mude, opine, ame o que você faz. Não trabalhe só por dinheiro e sim pela satisfação da "missão cumprida". Lembre-se: nem todos têm a mesma oportunidade. Pense no melhor, trabalhe pelo melhor e espere pelo melhor. Transforme seus momentos difíceis em oportunidades. Seja criativo, buscando alternativas e apresentando soluções ao invés de problemas. Veja o lado positivo das coisas e assim você tornará seu otimismo uma realidade. Não inveje. Admire! Seja entusiasta com o sucesso alheio como seria com o seu próprio. Idealize um modelo de competência e faça sua auto-avaliação para saber o que está lhe faltando para chegar lá. Ocupe seu tempo crescendo, desenvolvendo sua habilidade e seu tempo. Só assim não terá tempo para criticar os outros. Não acumule fracassos e sim experiências. Tire proveito de seus problemas e não se deixe abater por eles. Tenha fé e energia, acredite: Você pode tudo o que quiser. Perdoe, seja grande para os aborrecimentos, pobre para a raiva, forte para vencer o medo e feliz para permitir a presença de momentos infelizes. Não viva só para seu trabalho. Tenha outras atividades paralelas como: esportes, leitura... cultive amigos. O trabalho é uma das contribuições que damos para a vida, mas não se deve jogar nele todas as nossas expectativas de realizações. Finalmente, ria das coisas a sua volta, ria de seus problemas, de seus erros, ria da vida: "A gente começa a ser feliz quando é capaz de rir da gente mesmo". (Autor desconhecido)

Dicas de FAZER o BEM faz BEM!

“Ninguém e nada cresce sozinho. Sempre é preciso um olhar de apoio. Uma palavra de incentivo. Um gesto de compreensão. Uma atitude de segurança. Devemos, assim, sermos gratos. Aos que nos ajudaram a crescer. E termos o propósito de não parar. E não passar em vão pela vida”. (autor desconhecido)

Aprender no Coletivo!

"Quanto mais rica

a experiência humana,

tanto maior será

o material disponível

para a imaginação e

a criatividade".

(Lev S. Vygostsky)


Na aventura de aprender de nossas crianças e jovens, pais e professores são a bússola para o caminho de descobertas e experiências
significativas e felizes.
(Rosangela Vali - Pedagoga e Psicopedagoga)


ATENDIMENTO PSICOPEDAGOGICO


Sou participante em...

Ocorreu um erro neste gadget
Loading...
Salmo 16:8 -
(Com ELE, nos FORTALECEMOS!)

Selinhos Amigos e Parceiros neste BLOG! OBRIGADA!