quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Criatividade começa na Infância!


Criatividade das crianças podem e devem ser estimuladas desde cedo.
Tarefas,materiais e espaços simples para que CRIAR seja prazeroso e significativo!
Confira as dicas de alguns especialistas:

- Converse sempre com o bebê, antecipando situações de cuidado (por exemplo: “Hmmm, que delícia de papinha, é de banana!”, “Agora eu vou trocar sua fralda!”, “Olha o papai! Vamos dar um beijinho nele?”). A criança percebe a entonação de voz, o timbre, o sentimento contido nas palavras, o que favorece a aquisição da linguagem. E não se preocupe com o fato de ele não conseguir responder ou de desconhecidos olharem com estranheza, caso o “papo” aconteça em ambientes públicos.

- Leia para a criança ou com a criança diariamente, por pelo menos dez minutos. Escolha livros ou gibis adequados à faixa etária e mostre as imagens, brinque com a voz, deixe que ela manuseie as páginas. Para as menores, livros com fantoches, com elementos “pop-up” ou com texturas são os mais indicados, porque mexem com a imaginação e os sentidos delas.

- Crie um espaço no chão de algum cômodo da casa onde a criança possa ficar à vontade e sob a supervisão de pelo menos um adulto – evitando, assim, prendê-la em cadeirinhas, carrinhos etc. Delimite-o com um tapete ou um edredom dobrado. Livre, ela poderá experimentar novas posições e sensações.

- Exponha seu filho a mais brinquedos que exijam a participação ativa dele na ação do que a eletrônicos em que ele será um mero apertados de botões. São muitas possibilidades, entre elas bolas, blocos lógicos coloridos, blocos de encaixe, bonecas, carrinhos, quebra-cabeças, instrumentos musicais. Quanto mais precisar pensar para brincar, mais capacidade ele terá para bolar enredos e soluções.

- Construa um castelo ou um forte para a menina ou o menino. É mais simples do que você imagina: basta colocar um lençol sobre os encostos de duas cadeiras alinhadas e entrar ali debaixo com as crianças. Elas adoram e entram no faz-de-conta instantaneamente.

- Deixe que seu filho escolha a fruta que quer para o lanche da tarde, sem tentar influenciá-lo e, principalmente, respeitando a opção dele. Ele passará a pensar em como agir nas próximas vezes em que precisar tomar uma decisão, por mais simples que ela seja.

- Vá ao parque, a uma praça ou ao zoológico e explique para seu filho o que é cada animal, elemento da natureza ou objeto que vocês veem. Quando algum deles se repetir ao longo do passeio, peça que ele diga o nome daquilo e o que mais ele lembrar. Se ele inventar uma historinha, permita. É próprio da infância e abre a porta para a criatividade aflorar.

- Mesmo que a criança frequente a escola de segunda a sexta, promova o encontro com outras crianças aos sábados e/ou domingos. Podem ser parentes, filhos de amigos ou mesmo desconhecidos no parque ou em espaços infantis no shopping. O que vale é que ela tenha contato com gente como ela, compartilhe objetos, entenda a importância de esperar (para usar um brinquedo, por exemplo) e crie repertório social.

- Leve seu filho a um museu e conte histórias do que está exposto ali. Incentive-o a dizer o que acha que aconteceu depois de determinado evento, ou o que levou alguma pessoa a fazer um quadro como o que vocês estão vendo.

- Nas idas ao supermercado, diga de onde vêm os alimentos (por exemplo: os industrializados vêm de uma fábrica, chegam ao mercado de caminhão e são levados às prateleiras depois de serem tirados das caixas; os naturais vêm da plantação, mas também precisam de transporte para chegar até os consumidores etc.), como eles são embalados. A criança construirá histórias mentais sobre essas sequências e entenderá melhor o funcionamento do mundo.

- Deixe papel sulfite e lápis de cor ou giz de cera em local de fácil acesso para a criança na casa (uma prateleira baixa, uma gaveta que ela consiga abrir e fechar com segurança) e permita que ela desenhe ou escreva – ou mesmo amasse, rasgue ou corte o papel, por que não? – sempre que desejar.

- Ouça músicas com seu filho e cante junto, incentive-o a decorar as letras e a cantar também. Se ele quiser escutar a mesma canção muitas vezes seguidas, faça isso com ele. A repetição traz uma sensação de segurança (por ele já saber como acaba e se certificar de que estava certo) que ajuda no amadurecimento.

- Quando pegar a criança na escola ou encontrá-la em casa depois da aula, peça que ela conte tudo o que aconteceu em seu dia, pergunte como ela resolveu problemas que possam ter aparecido e que elementos permitiram que ela tomasse as decisões que tomou.

- Elogie seu filho quando ele tiver feito algo criativo, bom e digno de nota. Ele se sentirá estimulado a fazer algo semelhante mais e mais vezes.


Enfim, exponha seu filho a mais brinquedos que exijam a participação ativa dele, como blocos lógicos coloridos, blocos de encaixe e quebra-cabeças.

Fonte:
http://delas.ig.com.br 


Usando a criatividade,
todo mundo pode pensar diferente.
Que 2 + 2 são dois patinhos.
E até detrás para frente.
Se permitir criar,
Tudo pode mudar.

Seja arte, escrita, música.
Receita, caminho, solução.
O que importa é pôr a mente para funcionar
e dar à luz a imaginação

Melhor ainda, se arriscar.
Tomar coragem e compartilhar.
Deixar vir ao mundo e ao mundo mostrar.

Nada que fica na gaveta,
pode trazer boas coisas para o planeta

Abra a sua caixa secreta.
E mergulhe na mente, a sua biblioteca.
Criar é concretizar ideias.

Um comentário :

  1. Amei esta postagem, dicas super ricas. A criança sempre deve ser estimulada positivamente. Parabéns!

    ResponderExcluir

Fique a vontade.Compartilhe sua opinião!
Gosto de trocar e somar ideias.
Obrigada pela visita!
Um abraço, Rosangela

RESULTADO EM AÇÂO!



csp6961069

Na aventura de aprender de nossas crianças e jovens,
pais e professores são a bússola para o caminho de
descobertas e aprendizagens significativas e felizes.
(Rosangela Vali - Pedagoga e Psicopedagoga)

"Somos diferentes, mas não queremos ser transformados em desiguais. As nossas vidas só precisam ser acrescidas de recursos especiais".

(Peça de teatro: Vozes da Consciência,BH)

MotivAÇÃO FAZ BEM!

Hoje Acordei Para Vencer! A automensagem positiva logo pela manhã é um estímulo que pode mudar o seu humor, fortalecer sua autoconfiança e, pensando positivo, você reunirá forças para vencer os obstáculos. Não deixe que nada afete seu estado de espírito. envolva-se pela música, cante ou ouça. Comece a sorrir mais cedo. ao invés de reclamar quando o relógio despertar, agradeça a Deus pela oportunidade de acordar mais um dia. O bom humor é contagiante: espalhe-o. Fale de coisas boas, de saúde, de sonhos, com quem você encontrar. Não se lamente, ajude as outras pessoas a perceber o que há de bom dentro de si. Não viva emoções mornas e vazias. Cultive seu interior, extraia o máximo das pequenas coisas. Seja transparente e deixe que as pessoas saibam que você as estima e precisa delas. Repense seus valores e dê a si mesmo a chance de crescer e ser mais feliz. Tudo que merece ser feito, merece ser bem feito. Torne suas obrigações atraentes, tenha garra e determinação. Mude, opine, ame o que você faz. Não trabalhe só por dinheiro e sim pela satisfação da "missão cumprida". Lembre-se: nem todos têm a mesma oportunidade. Pense no melhor, trabalhe pelo melhor e espere pelo melhor. Transforme seus momentos difíceis em oportunidades. Seja criativo, buscando alternativas e apresentando soluções ao invés de problemas. Veja o lado positivo das coisas e assim você tornará seu otimismo uma realidade. Não inveje. Admire! Seja entusiasta com o sucesso alheio como seria com o seu próprio. Idealize um modelo de competência e faça sua auto-avaliação para saber o que está lhe faltando para chegar lá. Ocupe seu tempo crescendo, desenvolvendo sua habilidade e seu tempo. Só assim não terá tempo para criticar os outros. Não acumule fracassos e sim experiências. Tire proveito de seus problemas e não se deixe abater por eles. Tenha fé e energia, acredite: Você pode tudo o que quiser. Perdoe, seja grande para os aborrecimentos, pobre para a raiva, forte para vencer o medo e feliz para permitir a presença de momentos infelizes. Não viva só para seu trabalho. Tenha outras atividades paralelas como: esportes, leitura... cultive amigos. O trabalho é uma das contribuições que damos para a vida, mas não se deve jogar nele todas as nossas expectativas de realizações. Finalmente, ria das coisas a sua volta, ria de seus problemas, de seus erros, ria da vida: "A gente começa a ser feliz quando é capaz de rir da gente mesmo". (Autor desconhecido)

Dicas de FAZER o BEM faz BEM!

“Ninguém e nada cresce sozinho. Sempre é preciso um olhar de apoio. Uma palavra de incentivo. Um gesto de compreensão. Uma atitude de segurança. Devemos, assim, sermos gratos. Aos que nos ajudaram a crescer. E termos o propósito de não parar. E não passar em vão pela vida”. (autor desconhecido)

Aprender no Coletivo!

"Quanto mais rica

a experiência humana,

tanto maior será

o material disponível

para a imaginação e

a criatividade".

(Lev S. Vygostsky)


Na aventura de aprender de nossas crianças e jovens, pais e professores são a bússola para o caminho de descobertas e experiências
significativas e felizes.
(Rosangela Vali - Pedagoga e Psicopedagoga)


ATENDIMENTO PSICOPEDAGOGICO


Sou participante em...

Ocorreu um erro neste gadget
Loading...
Salmo 16:8 -
(Com ELE, nos FORTALECEMOS!)

Selinhos Amigos e Parceiros neste BLOG! OBRIGADA!